Unidos da Tijuca é a grande campeã do carnaval carioca de 2010 - Pretog News
Pretog News: Unidos da Tijuca é a grande campeã do carnaval carioca de 2010

Encerrando um jejum de 74 anos, a Unidos da Tijuca foi a grande campeã do desfile das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Terceira escola mais antiga do Rio, a agremiação tinha apenas um título em sua história, conquistado no longíquo ano de 1936. Veja abaixo o vídeo com os melhores momentos do desfile da campeã.


A Unidos da Tijuca já havia conquistado o Estandarte de Ouro do jornal O Globo por quatro vezes nos últimos anos, mas sempre ficava pelo caminho nas mãos dos jurados da Liga das Escolas de Samba. Desta vez, porém, a Unidos da Tijuca confirmou as expectativas e faturou seu primeiro campeonato na Marquês da Sapucaí.

Com o enredo "É Segredo!", a Unidos da Tijuca, do carnavalesco Paulo Barros, levou para a Sapucaí 3,8 mil passistas. A Rainha da Bateria foi a apresentadora Adriane Galisteu. O curioso é que o enredo foi sugerido por um adolescente de 14 anos pelo Orkut. A ideia era contar a história dos mistérios da humanidade. O que mais chamou a atenção foi a comissão de frente, que fez truques de ilusionismo - as passistas trocavam de roupa num piscar de olhos.

A Beija-Flor seguiu empatada com a Unidos da Tijuca até o oitavo quesito, alegorias e adereços. Mas então caiu e terminou em terceiro, atrás da Grande Rio. A Viradouro ficou na lanterna e acabou rebaixada.

A apuração
Nenhuma escola sofreu penalização por atrasos ou irregularidades nos carros alegóricos.Tidas como favoritas, Unidos da Tijuca, Beija-Flor e Vila Isabel perderam pontos logo no primeiro quesito, bateria. As duas primeiras foram descontadas em um décimo em relação às então líderes, Imperatriz e Mangueira. O corte foi mais profundo na Vila Isabel, que recebeu um 9,4 e um 9,7. Com o descarte, a nota mais baixa foi desconsiderada. Mesmo assim, o clima era de revolta entre os diretores da escola. "Esse cara é safado!", gritava um dirigente, para o jurado que deu 9,4 a sua bateria.

No segundo quesito, samba-enredo, a Imperatriz teve um 9,9 descartado e, assim, permaneceu na liderança com a Mangueira, que teve cinco notas 10. Além da verde-e-rosa, só a Vila Isabel foi avaliada com perfeição no samba-enredo.

No quesito harmonia, a Imperatriz começou a cair. A escola não recebeu nenhuma nota 10. Com isso, ficou 0,3 atrás da Mangueira, que mais uma vez teve cotação máxima. Unidos da Tijuca e Beija-Flor dividiam a vice-liderança.

Na sequência vieram as notas para o conjunto. E uma reviravolta se deu na classicação. A Mangueira recebeu duas notas 9,8 e perdeu a liderança para a Unidos da Tijuca, que teve cinco notas 10. A escola era acompanhada pela Beija-Flor, mas levava vantagem nos critérios de desempate - ambas com 119,9. A Mangueira, a essa altura, caíra para terceiro, com 119,8. Vila Isabel e Grande Rio tinham 119,6.

Depois do quesito Mestre-Sala e Porta-Bandeira, a disputa ficou mesmo entre Unidos da Tijuca e Beija-Flor, já que Mangueira e Vila Isabel perderam mais alguns pontinhos preciosos. Aliás, só a dupla da escola de Nilópolis (Selminha Sorriso e Claudinho de Souza) teve avaliação perfeita. A Unidos da Tijuca teve um 9,9, mas que foi descartado.

Fantasias foi o sexto quesito. A Beija-Flor recebeu um 9,9 logo no primeiro jurado, mas essa nota mais baixa acabou descartada e a escola, assim, permaneceu empatada com a Unidos da Tijuca, que teve cinco notas 10. A essa altura, a diferença das duas líderes para a terceira colocada, a Grande Rio, já era de 0,3 ponto.

O sétimo quesito foi evolução. E a Beija-Flor, mais uma vez, teve um 9,9 logo no primeiro jurado. A história se repetiu. Quatro notas 10 na sequência anularam a nota mais baixa e a escola de Nilópolis se manteve em primeiro, empatada com a Unidos da Tijuca.

O oitavo quesito foi alegorias e adereços. E foi aí que a Beija-Flor caiu. Com três notas 9,9, uma delas "cortesia" do apresentador de TV Bruno Chateaubriand, e uma 9,8, a escola de Nilópolis despencou na classificação. A Unidos da Tijuca, enfim, passou a reinar sozinha, já com três décimos de vantagem sobre a segunda colocada.

O penúltimo quesito foi comissão de frente - o grande destaque da Unidos da Tijuca, que levou para a avenida truques de ilusionismo. A expectativa se confirmou e a escola teve cinco notas 10. Nesse ponto, a torcida já cantava "É campeã".

O último quesito - enredo - serviu apenas para confirmar o que já estava claro: Unidos da Tijuca em primeiro, Grande Rio em segundo, Beija-Flor em terceiro.

México rebaixado
A Viradouro, que desfilava no Grupo Especial desde 1991 e foi campeã em 1997, acabou sendo rebaixada, com o enredo "México, o Paraíso das Cores, sob o Signo do Sol." Ela será substituída pela São Clemente, campeã do Grupo de Acesso.

0 Comments:

Post a Comment



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial