Rubens Barrichello chega em segundo com seu carro-tanque. - Pretog News
Pretog News: Rubens Barrichello chega em segundo com seu carro-tanque.

De ponta a ponta. Assim, Jenson Button venceu a primeira prova da temporada 2009 da Fórmula 1, confirmando que a Brawn GP é mesmo a equipe a ser batida no ano. Em uma corrida cheia de atrativos, Barrichello herdou a segunda posição a três voltas do fim e completou a dobradinha. Mesmo largando dos boxes, Trulli, da Toyota, fechou o pódio.

Button e Barrichello não contêm euforia e vibram com chefe Ross Brawn no pódio

Como esperado, o GP da Austrália começou confuso. Já na largada, Rubens Barrichello não tracionou bem e caiu para a sétima posição. Já Felipe Massa, ganhou três posições de forma arrojada logo nas primeiras curvas e pulou para terceiro. Nelsinho Piquet foi um dos pilotos que mais ganharam posições na primeira volta. Saiu da 14ª colocação para a nona.

Atual campeão, Lewis Hamilton mostrou que a 18ª posição alcançada no treino oficial não seria empecilho para que ele tivesse um desempenho regular. Nas seis primeiras voltas, o inglês passou nove adversários, inclusive Nelsinho, no quinto giro da prova.

O bom início da Ferrari com Massa e Raikonnen logo foi prejudicado. Um dos únicos a largarem com pneus macios, a dupla da escuderia italiana teve que parar já na décima volta devido ao desgaste excessivo dos compostos.

Enquanto o pelotão intermediário brigava por posições, Button e Vettel faziam uma outra corrida. Os dois pilotos trocavam voltas rápidas e, em pouco tempo, a diferença do líder para o terceiro colocado Rosberg na décima quarta volta já era superior a 30 segundos.

Atual vice-campeão, brasileiro Felipe Massa não conseguiu completar 1ª prova do ano

No 18º giro, o japonês Kazuki Nakajima se chocou contra o muro e causou a entrada do Safety Car na pista. Aproveitando a mudança nas regras com relação ao carro de segurança, Rubens Barrichello foi para os boxes, algo que não era permitido na última temporada. No entanto, acabou ficando 21 segundos, perdendo a chance de recuperar posições.

Quem se deu bem com a batida de Nakajima e a entrada do Safety Car foi Felipe Massa. Por ter parado mais cedo, o brasileiro aproveitou a entrada de seus concorrentes nos boxes e voltou para a terceira posição. Na retomada do carro de segurança aos boxes, Nelsinho acabou perdendo o comando de sua Renault e foi parar na caixa de britas, abandonando a prova e alegando aos mecânicos, pelo rádio, que os freios não responderam aos seus comandos.

Massa foi o primeiro a abrir a segunda rodada de paradas nos boxes. Algo que não lhe ajudou. O vice-campeão de 2008 acabou perdendo posições para Kubica, da BMW, e para o próprio companheiro de Ferrari, Kimi Raikonnen.

Em corrida de recuperação, Barrichello demonstrou que, assim como o companheiro Button, tinha carro de sobra para alçar melhores posições, não fosse o erro da largada. Da metade ao final da prova, o mais experiente piloto da categoria acabou como único brasileiro na pista, isso porque Felipe Massa abandonou na 47ª volta, devido a um problema mecânico.

Nas últimas voltas, Barrichello conseguiu ultrapassar Rosberg e quando já se conformava com o quarto lugar, viu a segunda posição cair de graça em suas mãos. Na briga pela vice-liderança, Kubica tentou ultrapassar Vettel, mas os dois se tocaram e abandonaram a prova.

0 Comments:

Post a Comment



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial