iPhone 3G é ideal para receber conteúdo adulto - Pretog News
Pretog News: iPhone 3G é ideal para receber conteúdo adulto

Apesar de a Apple não aprovar, o aparelho, lançado na semana passada, é ideal para receber conteúdo adulto
.

Na semana passada, a nova versão do iPhone, o iPhone 3G, da Apple, fez manchetes por todo o mundo. Steve Jobs, presidente da Apple, anunciou melhorias e um corte de preço, mas reservou bastante tempo para o lançamento dos SDK - sigla em inglês para kits de desenvolvimento de software. Com estes kits, programadores independentes poderão criar programas para o sistema operacional do iPhone, usando da maneira que desejarem recursos como a tela sensível ao toque, seu robusto sistema de som iPod e o acesso à internet. Tela com alta resolução, internet rápida 3G e uma base instalada de milhões de usuários. Ao ouvirem isso, muitos analistas só conseguiram pensar em uma coisa: pornografia.

No último ano, o Google Trends, serviço de medição de tendências da internet do Google, apontou um aumento significativo na procura das palavras “iPhone porn”, ou pornografia para iPhone. A qualidade da tela do iPhone e sua capacidade inata para reproduzir vídeos é apontada como uma revolução no acesso de conteúdo adulto no celular. Até hoje, os serviços mais picantes nos celulares não passavam da exibição de fotos em baixa resolução e chats eróticos. “Ele é de longe o telefone mais preparado para receber pornografia”, diz Devan Cypher, porta-voz da empresa Sin City Entertainment. Alguns programadores já sonham com aplicativos que usam a tela sensível ao toque do iPhone - uma das idéias recorrentes nos fóruns é a de um game de strip-tease onde as peças de roupa são tiradas escorregando os dedos pela tela.

A Apple afirma que não apóia a distribuição de pornografia pelo iPhone e que vai banir o conteúdo adulto dos aplicativos oficiais. Mas, hoje, centenas de sites – como Playboy e Penthouse – fornecem vídeos adultos otimizados para iPhone. Há até sites pornô especializados em iPhone. A Apple pode não gostar dos usos que as pessoas farão de sua plataforma, mas está mais do que provado que é impossível barrar esse tipo de conteúdo. A Sony passou por uma situação parecida há alguns anos. Na Inglaterra, os videogames PlayStation 2 eram usados para assistir pornografia nas prisões e acabaram banidos.

Fonte: Revista Época

0 Comments:

Post a Comment



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial