Google é processado por uso indevido do Google Apps - Pretog News
Pretog News: Google é processado por uso indevido do Google Apps

LimitNone diz ter apresentado a ferramenta que migra usuários do Outlook para o Gmail com o nome 'My Grate' no início de 2007.

Uma pequena empresa de software baseada em Chicago, nos Estados Unidos, está acusando o Google de copiar a idéia de uma ferramenta desenvolvida por eles que permite que usuários do Microsoft Outlook migrem para o Gmail.

A LimitNone, que registrou o processo na terça-feira (24/06), disse que suas perdas são próximas a 1 bilhão de dólares. O Google teria violado leis de mercado do Estado de Illinois e obtido informações comerciais secretas, segundo as alegações da empresa.

A LimitNone, cuja produção é focada ao redor dos produtos do Google, disse que apresentou à equipe de executivos do Google Apps sua ferramenta chamada “My Grate”, no início de 2007. O Google Apps é um pacote de aplicativos de produtividade baseados na web, incluindo processador de texto e planilhas, que compete com o Microsoft Office. O My Grate permitia aos usuários mover seus e-mails, calendários e contatos para o Gmail.

O Google teria convidado a LimitNone a participar do Google Enterprise Professional Program, a fim de promover o desenvolvimento do software e prometeu não desenvolver um produto concorrente.

O Google renomeou o produto para “Gmove” e ainda pediu para a LimitNone diminuir seu preço de 29 dólares para 19 dólares. Ele eventualmente foi apresentado para grandes companhias, como Procter & Gamble, Intel, o site de viagens Orbitz e o banco de investimentos Morgan Stanley, diz a LimitNone no processo.

A LimitNone afirma que o Google então lançou um produto concorrente, chamado “Google E-mail Uploader” em dezembro de 2007, uma oferta gratuita que imitou inclusive a aparência de seu aplicativo.

A empresa disse ainda que o executivo sênior da equipe do Google Apps havia dito que a nova ferramenta deveria atrair mais de 20 milhões de usuários, e que o aplicativo era “grande demais pra vir de outros”.

0 Comments:

Post a Comment



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial